Praça das Águas

Concurso Nacional - 1º Prêmio

Campinas/SP

2003-2004

Área: 5.540m² 

A Praça das Águas faz parte do projeto vencedor do Concurso Público de Arquitetura promovido pela Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento de Campinas - SANASA - para a Requalificação Arquitetônica do Primeiro Reservatório de Água Potável da cidade, a ser transformado em um Centro Cultural.
 
Faceando três ruas da quadra onde se insere, se apresenta como uma ágora retangular definida por quatro linhas estruturadoras:
 
1 - Linha da Sombra – Massa de árvores. Vegetação frondosa que, acrescida às árvores já existentes, sombreia e recebe os espaços urbanos sem obstruir o chão – transposição e permeabilidade.
 
2 - Linha de Estar – Bancos em pedra. Sombreados, seus comprimentos diversos em espaçamentos modulares,  oferecem ritmo aos percursos da praça – descanso e deleite.
 
3 -Linha das Fontes – Fontes d’água que brotam do chão.
Seguindo o mesmo espaçamento modular dos bancos em pedra, perfilam-se em rigoroso alinhamento – movimento e ludicidade.
 
4 - Linha do Espelho d’Água -Água tranquila.  Longo e sinuoso, define o limite da praça e não impacta a presença do muro demarcador entre os espaços públicos e privados – placidez e contemplação.
 
A Praça das Águas se configura como espaço franco, desobstruído, convidativo e não monumental. Oferece, na imutabilidade da pedra e no movimento da natureza – água, vegetação, luz e sombras – caminhos livres e variados, que filtram os percursos da cidade.

Fotos: Dal Pian

Praça das Águas